A Tragédia em Dois Atos (por Raul Avelino)

Debatepronto - Profile 180

Amigos leitores,

Eis que se finda um ciclo de veiculação e debate de ideias, pois é o DEBATEPRONTO vai acabar e vamos o que o Daniel vai inventar de novo pra gente.

Pra encerrar minha participação como co fundador e  colaborador trago aos amigos o texto a seguir.

Eu estava me mantendo à distância, mas depois de ver tanta coisa no mínimo curiosa veiculada de parte a parte e tendo sido provocado por um amigo a me manifestar, resolvi dar o meu pitaco. E tá aí.

Um grande abraço a todos e boa leitura.

Raul Avelino

—————————————————————–

A TRAGÉDIA EM DOIS ATOS

1º. ATO – A PROFECIA DE GONZAGÃO

De fato não há que se negar a força do Nordeste e seu papel fundamental na reeleição da Dilma. A falta de investimentos e de trabalho sério em áreas básicas como saúde, educação e segurança, parece não incomodar a base da pirâmide social brasileira, como não lhes incomodam os escândalos  de corrupção, desvios, roubos, peculato, prevaricação, lavagem de dinheiro e toda sorte de crimes praticados pelos rubros.

Ao contrário, parece que quanto mais desmandos mais interessante fica aos olhos do populacho o folhetim da vida real, é como se fosse um grande novelão sem fim a entretê-los, a embalar o alcovite de Marias e enredar teorias de Joões Brasil afora enquanto, por exemplo, aguardam horas pelo atendimento médico da rede pública que nunca chega e se chega não resolve e quando não raro, mata!

Tem-se a impressão de que toda indignação nascida na cotidiana experimentação de desrespeito e indiferença que lhes afeta desaparece logo ali na próxima fila, a da CAIXA ECONÔMICA, quando ali estes brasileiros comparecem uma vez por mês para retirar a paga miserável de sua mansidão.

E assim segue o interminável ciclo sofrer-resmungar-esmolar-votar, sofrer-resmungar-esmolar-votar, sofrer-resmungar-esmolar-votar…

Esses personagens, evidentemente, concentram-se em maior número, nas regiões mais pobres do país, a saber , Norte e Nordeste. Entretanto, as demais regiões também contribuíram expressivamente para vitória dos PeTralhas, sobretudo, Sudeste com os estados de Minas e do Rio de Janeiro e até a região Sul com o “politizado” estado do Rio Grande do Sul que lhes garantiu algo em torno de 48% de votos!

Nesse ponto, nos chama atenção a institucionalização generalizada e não regionalizada da compra de votos por meio de programas populistas eleitoreiros que nada conservam de sociais. Não se pode em sã consciência chamar de programa social uma canalhice que escraviza os atendidos na medida que lhes tolhe a liberdade de opinião mediante a ameaça de perda dos benefícios!

Não se pode atribuir a pecha de social a um programa que não tem data e hora pra acabar condicionado a ações corretivas de reestruturação e ataque à causa dos males que levaram à criação da medida.

Explico, a miséria absoluta de uma camada significativa da sociedade, levou o Estado a criar um programa emergencial de redistribuição de renda. Porém, não apresentou em contrapartida um programa de erradicação dessa condição de miserabilidade por meio da geração de renda.

Note-se, redistribuir renda é em resumo neste contexto, tomar renda de uma parcela da população que supostamente tem mais do que precisa e  dividir com quem não a tem.

De outra sorte, gerar renda é criar condições de que quem não a possui passe com a força do seu trabalho, aproveitando as oportunidades que uma economia pujante oferece, produzir a sua própria renda de forma a se estabelecer uma condição tal que aquela medida emergencial não seja mais necessária, ou ao menos seja reduzida a raríssimos casos de excepcionalidade.

Isso é perfeitamente possível com investimentos em políticas econômicas que estimulem a produção e o crescimento, reduzindo o desperdício e o sumiço dos quase 1,4 trilhões de reais arrecadados anualmente em impostos aplicando-os com seriedade em educação pública de qualidade extensiva a toda população em especial àquelas as camadas mais sofridas alvo dos programas mandrakes de inclusão social, tais como políticas de cotas, bolsa família e afins.

Porém, uma política séria nesse sentido, levaria ao povo muito mais do que feijão a mesa. Levaria também cultura e desenvolvimento que culminaria no médio prazo com a drástica diminuição e quiçá a erradicação, não apenas da fome, mas também da ignorância que é tão preciosa aos operadores do sistema, afinal, espoliar um povo ignorante é sabidamente muitas vezes mais fácil do que tenta-lo contra um povo esclarecido, assim estabeleceu-se um programa que por ser perneta, de social e emergencial, transformou-se em um populismo criminoso e eterno de voto de cabresto bastante conhecido do coronelismo de outrora do qual representantes ilustres como Collors, Sarneys, Calheiros e até Malufs, hoje curiosamente se acumpliciam daqueles mesmos que quando oposição década e meia atrás os atacavam.

E desde aquela época do voto de cabresto que o velho Gonzagão já sentenciava “MAS DOUTÔ, UMA ESMOLA A UM HOMEM QUE É SÃO, OU LHE MATA DE VERGONHA OU VICIA O CIDADÃO!”

E eis que mais uma vez, milhões de viciados no ciclo sofrer – resmungar – esmolar – votar, foram decisivos no resultado do pleito presidencial.

2º. ATO – O PACATO CIDADÃO E O REBELDE SEM CAUSA

Em uma disputa apertada como “nunca antes na história desse país”, apenas cerca de 3 milhões de votos fizeram a diferença o que me leva a fazer uma análise não de quem elegeu a Dilma, mas sim de quem não elegeu o Aécio. Eu fiquei extremamente aborrecido com essa onda xenofóbica que se criou pelas redes sociais massacrando o povo nordestino como se somente eles fossem os responsáveis pela tragédia. Injustiça, imbecilidade e uma boa dose de falta de personalidade, visto que a maior parte das pessoas que distribui e reproduz toda sorte de besteira pela internet o faz muito mais movido pelo “embalo” dos outros do que por vontade própria, no melhor estilo Maria vai com as outras.

Pior do que o povo sofrido que votou pelo estomago são os não sofridos que não experimentam nenhum tipo de penúria atroz, que ralam como todo mundo rala, que acordam cedo correm atrás do resultado dia após dia, cada um a sua maneira e cada um desfrutando do resultado que lhe compete. Pessoas que tiveram e tem acesso a educação, informação, emprego, salário, oportunidades e blá, blá, blá e que ainda assim, cientes de que o governo reeleito e seu comparsa que o antecedeu cometeram toda sorte de crimes e meteram a mão no jarro violentamente, jarro este recheadíssimo com os espólios da pirataria tributária que também e inclusive os atinge. Apesar de conhecerem os fatos, concordarem que a coisa realmente aconteceu e em que pese terem discernimento pra entender que este absurdo não pode continuar, ainda assim, foram à urnas e com seu sagrado direito/dever de voto ratificaram a bandalheira!

Esses sim é que como diria o saudoso Joaquim Barbosa “me causam espécie”!!!

E eu fico a refletir pra entender o que os move? Eu conheço um monte deles, muitos estão a mamar em alguma teta irrigada pela sacanagem toda e aí melhor nem pensar sobre qual seria sua motivação. Mas alguns não tem nenhum envolvimento com a coisa pública a não ser o fato de que a coisa pública lhes custa muito dinheiro e não lhes traz absolutamente nenhum retorno! Pra estes em algum momento eu cheguei a perguntar o por quê de suas escolhas e é impressionante como o discurso petista é sistematicamente repetido confirmando na prática a teoria Goebbels, isso aquela mesmo da mentira repetida infinitas vezes até assumir contornos de verdade irrefutável.

Todos a quem eu lancei o questionamento me retornaram com a mesmíssima retorica, “olhe em volta e veja como a vida das pessoas melhorou, veja quantas pessoas saíram da pobreza absoluta, veja quantas conquistas sociais foram possíveis com este governo e etc e tal”.

De troco, na maioria das vezes eu simplesmente devolvi mais uma pergunta: Ok, mas a que preço? E a resposta era ainda mais triste.“não interessa, isso são boatos, são mentiras, nos outros governos também teve corrupção só que ninguém investigava, ninguém denunciava…” e por aí ia, como se as patifarias dos governos anteriores justificassem as desse, no melhor estilo rouba mas faz, não é a toa que se aliaram ao Ali Babá Salim Maluf, aprenderam com o mestre e aperfeiçoaram o divino ensinamento.

Eu preferia nem argumentar de que o que realmente melhorou não é fruto só desse governo mas sim de uma série de fatores que vem evoluindo e se aperfeiçoando ao longo de décadas é resultado de uma série de erros e acertos de todos os governos que já nos deram o ar da graça e inclusive de acertos contra os quais o PT sempre desferiu ataques ferozes (plano real, bolsa escola, etc) e que depois, uma vez na situação tratou de adotar rapidinho porque não tinha nada melhor pra apresentar. Do Bolsa Escola aliás o Lula disse que era um programa eleitoreiro que escravizava os pobres e quando assumiu o governo tratou de “incrementar e ampliar” e agora tá aí todo prosa como se pai da criança ele fosse.

Raras vezes adotei essa argumentação por mera economia de paciência, então a conclusão que eu chego é que essa rebeldia toda que os faz contrariar a lógica não tem causa e que apoiam essa caterva toda por pura inocência ou por birra, pra fazer beicinho, são os legítimos rebeldes sem causa, só que essa  conivência acaba por custar muito caro a todos nós. Penso que nesse ponto, lhes falta um pouco mais de reflexão isenta, falta-lhes olhar política como política e não como religião, falta-lhes entender partido político como partido político e não como seita.

E por fim, para que se feche o pano em grande estilo, temos o tal pacato cidadão.

Nesse segundo turno, tivemos se não estou enganado algo em torno de 29 milhões de abstenções!!!!

Ou seja, o problema não é a alienação ou a cooptação ou a devoção religiosa ou o voto de interesse que elegeu a Dilma e sim a criminosa falta de cidadania de quem não votou!

Não me refiro aqui àqueles que por justa razão estiveram impossibilitados de votar, mas sim àqueles que preferiram a praia, o futebol com os amigos, o churrasco e demais prioridades ao dever cívico de comparecer às urnas e nesse ponto devemos render justo reconhecimento aos eleitores do PT, esses caras votam!!! E a grande maioria deles não só vota como tira o dia inteiro de votação pra fazer campanha, boca de urna e o diabo pra conquistar só mais um único votinho que seja, enquanto de outro lado não existe essa dedicação e pode apostar a vida que mais de 70% dessas abstenções não foram de eleitores da Dilma, mas de eleitores que se não eram do Aécio, poderiam facilmente abraçar a causa da mudança, porque definitivamente não eram da Dilma, porque se dela fossem, teriam votado!

Portanto, revoltados das redes sociais, esses 3 milhões que fizeram a diferença no resultado não são responsabilidade dos Nordestinos, mas sim do seu vizinho que por preguiça de votar ficou em casa fazendo churrasco, do seu coleguinha de face que preferiu ir pra praia com a galera, do seu tio que encheu a cara e perdeu a hora de ir votar. É desse pessoal que achou que era mais negócio pagar a multa do T.R.E do que votar a responsabilidade dessa tragédia. Então, amigos das redes sociais, recalibrem vossas miras e apontem pra outro alvo porque os nordestinos, votando certo ou errado, conforme a ótica de cada um, foram muito mais responsáveis e cidadãos do que muitos dos nossos pares que sonegaram o voto que com certeza daria um colorido diferente ao resultado dessas eleições!!!!

Eu não votei na Dilma, nem votei no Aécio, eu votei na alternância de poder, porque em um estado democrático de direito o que não pode de jeito nenhum acontecer é a perpetuação no poder de quem quer que seja. A alternância é necessária, é saudável e acelera a evolução e o aperfeiçoamento da democracia. Cada vez que repetimos um mesmo grupo no poder, atrasamos por mais quatro anos a chacoalhada que o sistema precisa sofrer pra se aperfeiçoar.

Perdemos, mas caímos de pé, venceu a democracia e fortaleceu-se uma segunda via que estava estagnada, adormecida, inepta. Essa segunda via precisa ser oposição de verdade, precisa de agora em diante tomar mais e mais corpo a cada dia, do contrário, não tenha dúvida, a democracia que hoje saiu vitoriosa estará seriamente ameaçada.

Os caras tomaram um baita susto e agora só Deus sabe do que eles serão capazes pra não correr esse risco de novo. Precisamos estar atentos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s