Vitória da falta de inteligência

Debatepronto - Profile 180

Entendo que toda categoria tem suas reivindicações, mas algumas vezes, penso que falta no mínimo bom senso. O serviço de correio brasileiro já foi o melhor do mundo. Articulações políticas, má gestão e vários erros estratégicos fizeram o serviço decair estratosfericamente de qualidade. Para piorar, os próprios funcionários vivem em greve. Perdi a conta de quantas paralisações no último ano. Não confio mais, uso outro serviço. Se vários fizerem o mesmo, simplesmente amanhã não existirá Correios, não haverá razão. O prejuízo será enorme. Por fim, não terão, também os empregos, pois será inevitável uma demissão em massa, ou quem sabe, fechar mesmo as portas. Para estes que vivem em greve, só vai piorar a situação. Resultado? Sofre o cidadão comum, sofre este mesmo trabalhador e os que por anos destruíram a reputação desta instituição terão vencido. Parabéns!

P.S.1: No fim, quem continua pagando a conta da ineficiência somos nós, inclusive, pelos dias parados, tá? abre teu olho!

P.S.2: Relendo a matéria, chega a me dar arrepios: “O diretor-adjunto dos Correios, José Francisco Nunes de Castro, porém, afirma que o impacto é mínimo para os clientes: — O dano é muito pequeno, porque a adesão é baixa. As encomendas estão em perfeita normalidade. ” ==> Ou seja, prejudicar você, que recebe contas, que paga multa, que sofre com isso, pode. Empresas que precisam fazer entregas de seus produtos, não. Sei… Depois vão me dizer que não é tudo planejado? Ah, pare…

Daniel Pinheiro

—————————————————————————

Carteiros fazem mutirão de entregas neste fim de semana

Fonte: Diário Catarinense

A greve dos funcionários dos Correios, que completa 40 dias na próxima segunda-feira, vem causando transtorno e prejuízo para consumidores, que sofrem com atrasos nas entregas de contas e correspondências desde 29 de janeiro.

A esperança é a audiência de conciliação entre trabalhadores e empresa marcada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para a quarta-feira.

No encontro anterior, em 24 de fevereiro, não houve acordo. A principal reivindicação é a manutenção do atual plano de saúde, o Correios Saúde. A empresa garante que o novo plano terá iguais benefícios para os trabalhadores.

Enquanto isso, quem precisa dos Correios reclama de problemas no serviço. O diretor-adjunto dos Correios, José Francisco Nunes de Castro, porém, afirma que o impacto é mínimo para os clientes:

— O dano é muito pequeno, porque a adesão é baixa. As encomendas estão em perfeita normalidade. 

Em Santa Catarina, 200 trabalhadores mantêm a mobilização de greve de acordo com balanço realizado pelos Correios ontem. Os carteiros são 90% dos grevistas, o que prejudica a entrega das correspondências. Duas cargas estão atrasadas — a empresa não informou números detalhados de correspondências retidas em SC.

De acordo com a assessoria de imprensa da empresa no Estado, além de Florianópolis, há paralisação em Jaraguá do Sul e Itajaí. Para buscarminimizar os efeitos do atraso na entrega das correspondências, 100 profissionais de outras áreas irão trabalhar em forma de mutirão hoje e amanhã para tentar reduzir o atraso.

O consultor de logística Maurênio Stortti avalia que o prejuízo é muito mais logístico do que a entrega de correspondências. Stortti lembra que o principal serviço dos Correios deixou de ser a comunicação entre pessoas e passou a ser de grande distribuidor e transportador.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s