O Fim do Papado de Bento XVI (por Ricardo Marques Duarte)

Antes de apresentar-lhes o breve, porém sóbrio, texto publicado pelo Ricardo Marques Duarte, a quem tive a honra de ter em sala de aula como aluno e espero futuro colaborador do Debatepronto, gostaria de comentar algumas coisas, muito embora eu ache que já o tenha feito em algum momento na existência deste blog:

1) Sou católico, por formação, convicção, e não acredito que a prática ritualística defina a religiosidade de alguém. Em suma, ir à Igreja não define espiritualidade muito menos religiosidade de alguém, mas ajuda a fortalecer a comunidade. Apesar de não fazê-lo (e tenho meus motivos, particulares) considero – sim – que a prática social da religião é importante, assim como seus símbolos, mitos, crenças, suas particularidades – e até suas reações extremas. Sendo assim, não julgo o certo ou errado, apenas considero a importância de cada coisa.

2) A personificação de figuras em cada religião é única, na minha visão. Por isso, não vou tentar discutir (apesar da tentação) o papel de um Padre ou de um Pastor, entre si. Mas adoro esquentar a chapa quando estes tomam uma dimensão maior do que a religião. Por exemplo, quando a discussão passa da religião para a esfera política ou econômica indefinidamente.

3) Imediatamente ao saber do comunicado da renúncia do Papa XVI, fiz um breve pronunciamento (rá!) nas redes sociais: “Queria ter a coragem do Bento XVI. Há momentos em que reexaminar seu caminho é mais nobre que lutar contra o tempo”. Sim, é preciso coragem para tomar uma decisão tal o tamanho e importância histórica e política da Igreja Católica no mundo.

Dito isto (sem motivos nem objetivos anteriores), apenas proponho mais um desafio a quem interessar: gostaríamos de publicar, aqui no blog, sua opinião escrita, desenhada, rabiscada… acerca da renúncia do Papa. Gostaria de receber manifestações não apenas de católicos, mas preferencialmente de todos. Que tal?

O texto a seguir, do Ricardo Marques Duarte, demonstra não apenas uma consciência, mas uma clareza tão grande, que me inspirou a colocar aqui, como texto inaugural desta chamada. Será que alguém irá comentar ou publicar algo novo?

Daniel Pinheiro

—————————————————————-

O FIM DO PAPADO DE BENTO XVI

por: Ricardo Marques Duarte

Pleno carnaval e nos noticiários só se vê informações sobre a renúncia do Papa Bento XVI.

Bento XVI vai e já vai tarde. Herdou um papado que por anos modificou o Vaticano, suas relações e a forma como era visto. João Paulo II foi mais que um Papa – ou líder da igreja católica. Ele foi, em verdade, um líder mundial que propagou a paz, que mostrou que não é somente de ouro e fartura que se vive, que é necessário reconhecer as dificuldades do mundo e bem mais que “apenas” pregar é preciso usar de sua influência para conquistar mudanças. Foi um Papa que beijava os solos de onde pisava, do sul ao norte, em qualquer longitude. Foi um líder mundial que promoveu encontros entre todas as religiões e mostrou ao mundo a importância da consciência humana e da necessidade de os povos se ajudarem. Não, também não foi perfeito, mas ao que se propôs, foi o cara!
Bento XVI não conseguiu seguir com esse reinado. De início já não foi muito bem quisto por boa parte dos cristãos católicos. Foi tido como uma pessoa fria, sem algo fundamental para um líder espiritual: carisma!  

Foi uma pessoa que não soube articular sua influência no cenário mundial e não fez grandes coisas, embora tenha atraído muitos revoltosos contra a igreja católica ao fazer exposições nada agradáveis em pleno século XXI. Há pouco tempo começou a utilizar o Twitter, talvez na tentativa de se popularizar um pouco mais e conseguir mais adeptos ao catolicismo.
Se é ou não por motivos de idade ou doença, não sei. Mas pra mim, é uma estratégia inteligente diante de uma igreja desgastada por conta de um líder extremamente conservador em um momento nada arcaico da humanidade.

Com todo o respeito, e católico que sou, muito obrigado, Papa Bento XVI, mas os católicos e o mundo precisam de mais João Paulo II por aí!

Anúncios

Uma opinião sobre “O Fim do Papado de Bento XVI (por Ricardo Marques Duarte)”

  1. Sou católico por “obrigaçao” e não por opçao. Explico. Até hoje nao entendo o porque de se batizar crianças no catolicismo quando estas ainda são bebês ou sem idade suficiente para escolher alguma ou nenhuma religião para professar. E assim aconteceu comigo. Sem querer,me apresentaram alguém que eu nao conhecia e disseram:Esses são seus padrinhos. Minha filha tem 8 anos e até hoje ainda não foi batizada,embora tenha os padrinhos já escolhidos como manda a tradiçao. O problema é que estamos a 4 mi km de distancia,e esse batizado não tem prazo para acontecer. Se é que vai acontecer. Creio que aí entra o que culturalmente está enraizado no nosso país quando se fala de religião,especificamente a católica. Geralmente,se diz que a criança que não é batizada se torna pagã. Certa feita,me convidaram para ser padrinho de uma menina e tive que ouvir do padre o seguinte comentário tão logo acabou a cerimonia de batizado: A partir de agora essa criança se torna filha de Deus. Ora,então quer dizer que as crianças filhas de pais que professam outra religião ou nao seguem nenhuma,não são filhas de Deus? Talvez eu tenha fugido um pouco do tema proposto pelo Daniel Pinheiro,mas acho que é por essas coisas que a igreja católica perdeu e continua perdendo espaço para outra igrejas em todo o mundo. Quando se ve um papa que é totalmente contra qualquer tipo de aborto,não aceita os contraceptivos como forma de controle de natalidade e dá palpites sobre assuntos não inerentes á igreja,ao mesmo tempo que se cala diante de inúmeros casos ao redor do mundo de padres envolvidos com pedofilia,escandalos sexuais e tantos atos ilícitos não condizentes com alguém que faz votos perante Deus. O papa não renunciou pelo seu estado de saude e sim,porque não teve o controle para controlar a “saude” da igreja católica. Como disse o Ricardo Marques Duarte,Bento XVI já vai tarde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s