Escândalo – (Parte II)

Escândalo – Parte II

Paulo Rink

—————————————————————

A saúde e o concreto

Fonte: Blog do Cruz – UOL

Em Brasília, pacientes do Hospital Regional da Asa Norte esperaram nove horas – repetindo: nove horas – para serem atendidos, no domingo passado.

Choros e gemidos na superlotada sala de espera. Faltavam médicos para atender à demanda.

Mas a turma do governador Agnelo Queiroz, que é médico, se desculpou: “O movimento cresceu, muita gente vindo de fora …”

Mas a construção do novo estádio Mané Garrincha avança sem parar.

Porém, deverá faltar dinheiro para alimentar o elefante branco de 75 mil lugares, que surge no cerrado da capital. O Tribunal de Justiça suspendeu a venda de uma área de 85 mil metros quadrados, na área central de Brasília, avaliada em R$ 700 milhões. O dinheiro pagaria parte das obras do estádio.

Quantos hospitais se construiriam com R$ 700 milhões? quantos médicos seriam contratados? Quantas escolas… professores? Afinal, educação e saúde não são prioridades?

Governar é por aí, mas Agnelo Queiroz, médico, fez a opção pelo concreto…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s