Pare o Mundo que eu Quero Descer (por Raul Avelino)

PARE O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!

Pare o mundo
Que eu quero descer
Que eu não agüento mais
Escovar os dentes
Com a boca cheia de fumaça…

Você acha graça
Porque se esquece
Que nasceu numa época
Cheia de conflitos
Entre raças…

…E ainda por cima

Tem que pagar prá nascer
Tem que pagar prá viver
Tem que pagar prá morrer)…

…Pare o mundo
Que eu quero descer
Que eu não agüento mais
Ouvir falar
Na crise da gasolina
Que já vai aumentar outra vez…

E pensar que a poluição
Contaminou até as lágrimas
E eu não consigo mais chorar
E ainda por cima…

Tem que pagar prá nascer
Tem que pagar prá viver
Tem que pagar prá morrer

Tá tudo errado
Oh! Oh!
Tá tudo errado
Desorientado segue o mundo
E eu não posso mais
Ficar parado…

Amigos Leitores,

Voltando  ao formato música fazendo analogia com o texto ou, parafraseando o RAPPA, “O SILÊNCIO QUE PRECEDE O ESPORRO”, abro a postagem – já falei pra vocês que fico puto com estrangeirismo então abrasileirei o “post” – com a poesia musicada de Silvio Brito pra dizer o que já dizia o Professor Sady Pezzi: “É o fim do mundo!”

Analisemos o seguinte caso: O rapaz assume sua homossexualidade e é expulso de casa e ninguém da família nunca mais lhe dá nem pelota. Este por sua vez estuda, trabalha ganha o mundo e é bem sucedido. Encontra um parceiro que o apóia durante toda a vida e em todos os momentos inclusive segura a pesadíssima (superlativo muito usado pelo gênero) barra de lhe amparar nos seus últimos dias de vida. Morto, o nosso personagem e o parceiro de toda uma vida que por justiça teria direito a herança, pensão, etc, acaba  ficando sem eira nem beira, pois este mesmo direito foi garantido por força de lei ao parente do de cujos que anos atrás o havia expulsado de casa.

Ora, questões sexuais à parte, ninguém em sã consciência, nem a igreja, há de discordar de que estamos diante de uma injustiça atroz. Pois bem, o Supremo, não sem demora, também não discorda, e agora corrige a falha legal reconhecendo como legítima a união estável entre “casais”do mesmo sexo, garantido em linhas gerais, aos parceiros homossexuais os mesmos direitos de um cônjuge numa relação heterossexual.

Eis que a utilíssima CNBB, se manifesta contrária à decisão e fica indignadíssima (mais uma vez o superlativo, mas é proposital pra fazer um gancho rarararara…) e escreve cartinha e tudo.

Oras bolas!!!  Eu lhes pergunto, o que é que esses caras tem a ver com isso? Eles já não tem problemas suficientes com a questão da pedofilia no seio da Santa Madre Igreja? Eles já não tem a consciência suficientemente pesada com as fogueiras de gente viva que promoveram durante a “santa”inquisição?

CNBB VÁ A MERDA!!! AFINAL ESSA PORRA DE PAÍS É OU NÃO É UM ESTADO LAICO???

Então, seguindo nesta mesma batida, o nosso glorioso MEC que diligente na sua missão garante uma educação pública de altíssimo nível, afinal todas as escolas públicas, até mesmo nos mais longínquos rincões deste país continente, gozam de uma infra estrutura irretocável, os professores tem preparo e salários dignos e o aproveitamento dos nossos estudantes é irrepreensível, o MEC, esse mesmo, não tendo mais nada com o que se preocupar nas questões que lhe são pertinentes, resolve fazer o kit gay!

Desculpem ilustríssimos Leitores o português cristalino, mas, PUTA QUE O PARIU! QUE MERDA É ESSA?

TEM CRIANÇA ESTUDANDO EM BAIXO DO PÉ DE JACA PORQUE A ESCOLA NÃO TEM TELHADO E ESSES FILHOS DA PUTA GASTAM 3 MILHÕES DE REAIS NA PORRA DE UM KIT GAY QUE AGORA VAI PRO LIXO!?!?!?!?!

PETEZADA CADÊ VOCÊS? CADÊ AS BANDEIRAS DA CUT? CADÊ OS SEM TERRA? CADÊ OS CARAS PINTADAS QUANDO SE PRECISA DELES? O QUE É QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO QUE AINDA NÃO INVADIRAM AQUELA ZONA NO PLANALTO CENTRAL E CORRERAM TODO MUNDO DE LÁ???

Isso pra não falar na nossa política econômica que já já vai nos cobrar o preço do oba oba conforme muito bem observado pelo Daniel em postagem anterior aqui mesmo no DEBATEPRONTO.

Olha, sem sacanagem, a Cesar o que é de Cesar (Que nesse caso deve ser um Julio, um Ramon… rarararara…), nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno, tratar com igualdade, respeitar os direitos de cada um independentemente de qualquer coisa e combater a homofobia e tudo o mais acho muito justo, mas daí lançar a viadagem como sendo moda pra molecada e estimular a coisa através de cartilha e vídeo que os maníacos estavam querendo divulgar entrte crianças de 9, 10 anos já passou bem além da conta! E o que é pior, conta esta paga com o nosso rico dinheirinho!

Depois o Bolsonaro senta o reio e a imprensa baixa borduna no cara inclusive distorcendo interpretações ao melhor estilo tablóide inglês.

Mas, nem tudo é um horror, agora a coisa vai ser moralizada, porque depois de um longo silêncio, espreitando tudo a distância, a bancada evangélico-dinheirista liderada por ninguém mais, nem menos, que Anthony Garotinho (…rarararara…rarararara…rara…rá!!!) vai investigar, vai acompanhar e vai botar ordem na casa e você meu irrrmão, você minha irrrmã, que nos assishte em casa vai colocar um copo d’água sobre o seu aparelho televisorrr e maish deish por cento na conta do Bradeshco que aparece aí na tela da sua tv. ALELUIA!!!

E aí eu pergunto meu amigo Leitor, tá ou não tá tudo errado?

Um grande abraço a todos,

Raul Avelino.

Anúncios

3 opiniões sobre “Pare o Mundo que eu Quero Descer (por Raul Avelino)”

  1. Caro Raul,

    O PT, a Cut e o Sem Terras etão preocupados em contar os quinhões roubados descaradamente dos cofres públicos ao longo dos ultimos 8 anos em que estiveram no poder. O descaso com a educação, amplamente criticada pelo Partido dos Trabalhadores (sei…) enquanto oposição não se revelou como bandeira quando assumiram o poder, também, maior exemplo (esse tido como bandeira) é o ex presidente Molusco que em diversos discursos exaltou sua propria carreira, de Operário (sei…) a presidente, isso sem formação alguma! Eu pergunto, você meu caro, ainda se espanta com as atitudes de um país o qual negligenciou por diversos anos a educação e nunca deixou de apoiar as decisões da Igreja Católica?
    Duvido que sejamos um estado Laico, realmente duvido, ainda mais quando a maior bancada do legislativo é a dos evangélicos…
    Por causa de tudo isso resolvi mudar de canal, simples assim…

    1. Uma questão de DEVER.

      Pois é Carlos, não somos mesmo um Estado laico, mas deveríamos.
      A petezada, to falAndo da parte do partido que nõa tá mamando na teta, os milhões de otários que ainda acreditam na caterva do Zé Terrorista, não tá fazendo nada, mas deveria.
      Os caras pintadas, hoje senhores, não mais se apresentam e não se mobilizam, mas deveriam.
      Os sem terra, o braço armado, gerrilheiro e muito bem treinado do PT, não desaparecem da face da terra, mas deveriam.
      E nós, diante disso tudo optamos simplesmente em mudar de canal, mas NÃO deveríamos.

      Um grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s