À Meia Noite Levarei Teu Voto!

Amigos Leitores (e eleitores)

Se colocarmos uma capa preta e uma cartola no Lula ele não fica a cara do Zé do Caixão?

Vem daí a idéia do titulo deste post, parodiei o titulo de um dos filmes da celebre trilogia do cineasta Cult “À MEIA NOITE LEVAREI TUA ALMA”, se não for esse o titulo é coisa parecida.

Bom, na verdade o que vem ao caso é que a matéria a seguir mete mais uma vez o dedo na ferida e reacende a discussão sobre a inviolabilidade e consquente confiabilidade das urnas eletrônicas. Um trabalho feito por pesquisadores ingleses e holandeses, dentre os quais um holandês que foi responsável pelo fim das urnas eletrônicas e a volta do sistema antigo de sufrágio na Holanda, já concluiu com base em um estudo feito nas urnas eletrônicas utilizadas na Índia, que elas não são confiáveis, mesma razão pela qual americanos e japoneses condenam o moderno sistema eletrônico de votação e apuração dos votos.

Agora foi a vez de entidades brazucas chegarem a mesma conclusão e contestar as declarações do TSE que segundo as entidades, adulterou pesquisas e dados técnicos para embasar sua defesa às urnas eletrônicas. Ui que medo desses caras!!!

A matéria é antiga (de abril) e o que me motivou a posta-la foi um outro texto que recebi de um amigo que citava a possibilidade de fraude e sugeria a consulta ao Google com as palavras ”fraude na urna eletrônica”, pesquisei conforme sugerido e BINGO!

Um grande abraço a todos e boa leitura,

Raul Avelino.

———————————————

Risco de fraude nas urnas eletrônicas

19 de abril de 2010 – Notícia de DESTAQUE DA SEMANA (ao clicar você abrirá um site externo, do http://www.redeimprensalivre.com.br)

Na semana passada, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carlos Ayres Britto, recebeu das mãos do comitê formado por representantes de partidos e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) um relatório de 105 páginas que aponta riscos de fraude nas eleições de outubro.

O comitê acompanha o desenvolvimento dos sistemas usados na urna eletrônica brasileira desde 2004. O relatório também foi entregue à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados (CCJ), responsável pela minirreforma eleitoral aprovada em setembro de 2009.

“O TSE afirma que seu sistema é transparente e os partidos têm como auditar o resultado. Nós estamos dizendo que isto é falso. A sociedade brasileira não tem como controlar ou detectar tentativas de fraudes informatizadas, principalmente se a origem for interna”, disse ao site Valor, o engenheiro Amilcar Brunazo Filho, um dos autores do relatório.

Na avaliação do grupo, denominado Conselho Multidisciplinar Independente (CMind), se algum agente interno tentar fraudar as eleições eletrônicas, a fiscalização externa exercida por partidos políticos, a OAB e o Ministério Público será incapaz de detectar a fraude.

Segundo a matéria do Valor, isso ocorreria porque a confiabilidade do sistema eleitoral brasileiro dependeria de cerca de trinta pessoas, responsáveis pelo controle do software usado nas urnas. “A auditoria externa permitida é totalmente dependente das pessoas que desenvolveram e controlam o sistema e também do próprio software das urnas eletrônicas”, diz Brunazo.

MALWARES PODEM DESVIAR VOTOS

O Cmind alega ainda que fiscais externos não terão como perceber se houver instalação de “malwares” (programas maliciosos) no sistema operacional das máquinas. Se instalado, um malware poderia, por exemplo, desviar votos brancos e nulos para um candidato. Ao final da votação, o malware poderia apagar a si mesmo da memória da urna, eliminando assim rastros que permitiriam a detecção da fraude.

Uma das maneiras de evitar problemas seria a impressão dos votos colhidos pelas urnas eletrônicas, o que permitiria a recontagem em caso de dúvidas. Tal possibilidade foi contemplada pela Lei 12.034/09, que deu prazo até 2014 para o TSE adaptar as urnas para a impressão dos votos.

Mas o TSE enviou à CCJ um relatório em que defende a manutenção do sistema atual. O CMind diz que o tribunal distorceu o sentido de trabalhos de especialistas que usou para reforçar seus argumentos.

Fonte: Jornal/Site Valor

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s