A esperança, sempre a última?

O chefe fez escola. Como no mensalão, ninguém foi, sabe ou viu. Essa turma barbuda é muito dissimulada. De hoje em diante chamarei madame D somente como dc (dilma ciborg) em homenagem à transformação da moça, espero, que no caráter também. Espero que os brasileiros, que no dia três irão às urnas depositar seus votos, não tenham que voltar as ruas para lutar pelo restabelecimento da democracia, da liberdade de expressão e do pleno direito de ir e vir. Nuvens negras no horizonte brasileiro.

Paulo Rink

————————————————————————-

Chefe de gabinete de Lula diz que é ‘crime’ atribuir vazamentos a Dilma

Para Gilberto Carvalho, acusação é ‘desespero’ do candidato adversário.
Ele também defendeu punição e expulsão do partido para envolvidos.

Fonte: Portal G1

O chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho, disse nesta terça-feira (7), após o desfile de 7 de Setembro, em Brasília, que é um “crime e uma irresponsabilidade” atribuir à candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, a responsabilidade pelas quebras de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB. Carvalho também é um dos coordenadores da campanha de Dilma.

“Se houve alguém de alguns dos nossos companheiros de base, por ser filiado lá atrás, que fez alguma coisa errada, que pague. Mas não se pode atribuir a Dilma. Isso é um crime, é uma irresponsabilidade que estão fazendo com a Dilma, conosco”, disse.

Segundo Carvalho, a coordenação de campanha da candidata petista não está envolvida nos vazamentos da Receita Federal. Ele defendeu expulsão do partido, caso os responsáveis pelas consultas a informações sigilosas sejam do PT. No entanto, Carvalho afirmou que até agora a ligação dos supostos envolvidos no caso com o partido é “tênue”.

“Estamos tranqüilos porque nunca, pela luz dos olhos dos meus filhos, passou pela cabeça da campanha da Dilma fazer qualquer tipo de montagem dessa natureza. Se houve algum contato com a campanha, se alguém tinha algum produto pronto e tentou vender esse produto, não foi aceito”, disse.

Para o chefe de gabinete de Lula, as acusações relacionadas ao vazamento de informações fiscais são “desespero” da oposição diante da liderança de Dilma nas pesquisas de intenção de voto. “Lamento porque a campanha deixou de debater as propostas para o país e ficou focada num episódio dessa natureza só porque o adversário, no desespero, acha que essa é a única arma para tentar mudar o quadro eleitoral.”

Carvalho sinalizou ainda que o acesso a dados sigilosos do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e de Verônica Serra, filha do candidato tucano à Presidência, José Serra, pode ter sido resultado de uma disputa interna do PSDB.

“Eu acho que a campanha do nosso adversário por falta de mote se agarrou desesperadamente a isso que eles acham que vai ser uma bala de prata. Eu já disse que isso pode ser uma bala perdida numa guerra entre eles mesmos.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s