Como Correr Certo (Esporte e Saúde)

Amigos leitores,

Mais um interessante artigo pra quem tem apego ao tema.

Um grande abraço e boa leitura,

Raul Avelino

—————————————–

Corra certo

Especialistas apontam quais são os erros mais comuns dos corredores, e dão dicas de como melhorar suas passadas.

Por Maurício Belfante

Erros existem em qualquer lugar, inclusive durante a corrida. Para qualquer atleta, seja ele iniciante ou profissional, procurá-los é o ideal para que o treino seja produtivo e que lesões e o mal-estar não cheguem de surpresa.

Para te ajudar a encontrar mais facilmente as pequenas falhas existentes, aqui vai a lista dos erros mais comuns durante suas passadas.

Ingestão de alimentos e líquidos

A hidratação e a alimentação são elementos básicos para um bom treino. Com a ausência deles, os riscos de prejudicar sua prova sobem consideravelmente. Luis Eduardo Tavares, diretor técnico da Equipe de Corredores Tavares, fala sobre a forma correta da ingestão.

Muitos corredores começam a treinar sem se alimentar direito, muitas vezes não ingerindo nada antes de começar a correr. Já com os líquidos a situação é ainda pior. Correr sem ingerir nenhuma quantidade de água ou Isotônico são mais comum do que se pensa, diz Tavares.

Para acabar com esse tipo de costume, que prejudica a saúde dos corredores, Tavares dá a dica para o dia de treino. Antes de correr, sempre comer alguma banana ou uma maçã. Pode-se substituir a fruta por uma barrinha de cereal. Durante a corrida, é essencial a presença de uma garrafa de água, que deve ser tomada mesmo sem estar com sede, completa Tavares.

Esforço demasiado

Alguns corredores, sobretudo os que estão começando no esporte, não conhecem seu real preparo. Assim sendo, ao iniciarem uma corrida, forçam demais nos quilometros iniciais e têm a competição prejudicada. É importante o atleta sempre manter um ritmo. Não se esforçando demais, nem relaxando muito. A frequência deve ser sempre a mesma. Já num dia de prova, o corredor pode se soltar mais, correndo um pouco mais rápido, pois o corpo já está acostumado, diz Tavares, que ainda completa.

É sempre bom que o alongamento e o aquecimento sejam bem feitos. E ter uma roupa adequada para a prática do esporte, sem ser aquela usada no dia-a-dia, é também essencial.

Postura

O posicionamento durante a corrida é um dos principais alvos de dúvidas dos atletas. A postura dos braços, cabeça e pés podem estar com uma forma incorreta, o que pode gerar impactos negativos. Paulo Roberto Nascimento Rennê, diretor técnico do Paulo Rennê Assessoria Esportiva, aponta os erros mais comuns de postura na hora das passadas. Ficar de cabeça baixa, cruzar os braços frente ao corpo, correr nas pontas dos pés, fechar os punhos com força e ter os ombros tensionados durante o treino são os erros mais comuns na hora da corrida, afirma Rennê, que completa com a maneira de corrigir esses erros posturais. Fazer exercícios educativos, que corrijam a postura, a cada quinze dias, é importante. Se esses treinamentos forem efetivos, as passadas, a posição dos braços e da cabeça serão bastante beneficiadas, melhorando em muito a performance e ajudando na diminuição de lesões. Para aproveitar ao máximo o treinamento, sem deixar os erros tomarem conta, Renné da algumas dicas essenciais. O respeito ao corpo é tudo. Se no dia o cansaço é grande, o treino tem que ser leve, para não acabar lesionado ou ferido. Treinar subidas, correr em ambientes intercalados e ajustar a velocidade ideal é de extrema importância.

Regularidade

A regularidade é muitas vezes deixada de lado por alguns corredores, mas é de grande importância para o desenvolvimento do corpo, na melhora de um tempo e na preparação para uma prova mais longa. Não adianta você correr em uma semana quatro vezes, se na próxima você nem esboçar uma caminhada. A regularidade é importante e é através dela que o desenvolvimento aparece, finaliza Rennê.

Anúncios

6 opiniões sobre “Como Correr Certo (Esporte e Saúde)”

  1. gostei muito das dicas, visto que gosto de caminhar e correr.
    gostei muito da informação sobre a alimentação e hidratação antes, durante e depois de correr.

  2. OI COMECEI A CORRER TEM 14 DIAS .ESTOU CORRENDO ASSIM . NA PRIMEIRA SEMANA ANDEI 5 MINUTOS E CORRI 1, ANDEI 4 CORRI2 ,ANDEI 3 CORRI 3 ,ANDEI 2 CORRI4,ANDEI1 CORRI 5 MINUTOS NA SEGUNDA SEMANA COMECEI O INVERSO . CORRI 5 ANDEI1 ,CORRI 4 ANDEI 2 ,CORRI3 ANDEI 3 ,CORRI2 ANDEI4, CORRI 5 E ANDEI 1 .
    QUERO EMAGRECER , E ESTOU GOSTANDO MUITO . NAO QUERO PARAR .POR FAVOR ME PASSA O JEITO CERTO . PRA MIM CONTINUAR.
    DAI NA 3SEMANA VOU CORRER15 E ANDAR45
    CORRER 17 ANDAR 45 ,CORRER19 ANDAR 45 . AATE CONSEGUIR CORRER 1 HORA . BEIJAO

    1. Oi Francienne,

      Muito bom receber seu comentário e melhor ainda saber que você está se empenhando para sair do sofá e levar uma vida mais saudável. Você mesmo desenvolveu um método muito simples e que dá excelentes resultados, alternar caminhada e corrida nos treinos iniciais é uma ótima forma de dar os primeiros passos. Eu mesmo comecei assim, só que em vez de alternar tempo eu alternava distância, ou seja, caminhava 3km e corria 1 e assim sucessivamente até que em pouco tempo eu conseguia correr a distância pretendida.

      Contudo, algumas sugestões eu julgo importante para manutenção de sua saúde e bem estar durante os treinos:

      1- procure uma loja especializada em corredores ou um médico ortopedista e faça um teste para identificar o seu tipo de pisada que pode ser pronada, supinada ou neutra. Isso irá orientar a compra do tênis apropriado à sua pisada e irá evitar uma série de transtornos futuros;
      2- moderação é a palavra de ordem sempre, inclusive na compra de equipamentos, fuja dos muito baratos e também dos muito caros, para compra de tênis por exemplo, uma boa faixa pra você balizar suas aquisições é entre 200 e 300 reais, muito menos não é bom e muito mais não é tão bom assim que justifique o exagero;
      3- a aquisição de um frequencímetro cardíaco é interessante para você controlar a equação esforço físico x batimento cardíaco, isso evita exercícios abaixo da sua capacidade que acabam sendo inócuos em seus efeitos e também evita que você cometa excessos que possam lhe trazer algum risco. Um bom equipamento desses também não deve custar mais do que 300 reais, eu tenho um óregon que é excelente e não deve custar nem 250 reais;
      4- hoje em dia existem equipes de corredores que funcionam como assessorias esportivas e contam com boa infra estrutura com treinador e tudo mais e que além disso são uma ótima oportunidade de fazer novas amizades e descolar companheiros pra treinos e provas. Em geral associar-se é de graça e quando cobram é bem pouquinho, sugiro que você de uma pesquisada. Agora se você é como eu que prefere fazer a linha “lobo solitário” e seguir treinando sozinha, eu recomendo assessorias que trabalham o atleta individualmente emitindo uma planilha que orienta os treinos semanais e tem uma aula presencial por semana para avaliar resultados, corrigir possíveis desvios e traçar novos objetivos, também são excelentes e não custam caro. Se você é de Curitiba ou região eu lhe indico a BORACORRÊ ASSESSORIAESPORTIVA – jcrseabrasantos@brturbo.com.br – que é mantida por um Coronel do Exército professor de educação Física especialista na formação de atletas militares que não por acaso é meu treinador e companheiro de corridas de longas distâncias e maratonas extremas. Mande um e-mail pra ele e agende uma entrevista sem compromisso, tenho certeza que você vai gostar.
      5- Inventar moda não é bom negócio, por isso nada se aventurar na ingestão de suplementos e medicamentos da moda ou indicados por curiosos, todo e qualquer medicamento ou suplemento deve ser utilizado sob supervisão médica e com a orientação de um especialista!

      No mais acho que você está no caminho certo, continue assim e mantenha-se sorrindo.

      RAULTRABRAÇO pra você e BORACORRÊ!

      Raul Avelino.

      (Raul Avelino é cofundador do debatepronto e colaborador escrevendo para diversas seções do blog em especial para Esporte & Saúde. É ultramaratonista especialista em provas de longas distâncias em montanhas, em janeiro de 2010 foi 2º colocado na categoria trio de revezamento na BR135 considerada uma das três provas mais difíceis do mundo, percorrendo os 217km da prova em 27hs. Em Junho de 2010 foi 3º colocado na categoria solo support na ultramaratona do Parque do Caparaó Pico da Bandeira percorrendo os 186 km da prova em 36hs).

  3. Oi Raul Avelino! gostei das explicações, tenho habito de Correr de Segunda a sábado, em torno de 10 a 12 km diário, gostaria de saber se prejudica o desempenho físico correr sem dar intervalo de dias, meu objetivo é só manter o físico em forma e ter uma boa saúde. Estou grato pela Atenção e Continue assim ajudando pessoas como nós que buscam por uma vida saudáveis.

  4. Oi Danilo,

    Me desculpe pela demora na resposta, mas estava com compromissos de fim de ano tanto no trabalho como na faculdade e por isso só hoje consegui parar pra organizar a vida e responder os e-mails.
    Correr diariamente pequenas distâncias não prejudicam seu desempenho físico, pelo contrário, auxiliam no ganho de rendimento e melhora o condicionamento físico, contudo tenha sempre em mente que o descanso também faz parte do treino, muitos especialistas e estes com muito mais propriedade do que eu, seguidamente afirmam em revistas especializadas que “também se treina enquanto se está descansando”.
    Tal medida é muito importante e indispensável quando submetemos o corpo a um esforço acima do que estamos habituados, pois só o descanso possibilita ao organismo a recuperação, por exemplo, de músculos, tendões e articulações tão exigidos em uma ocasião assim.
    Então se voce corre diariamente entre 10 e 12 km, com um dia de descanso e resolve correr uma meia maratona (21km), por exemplo, é prudente que voce não corra nada um dia antes da prova e nem um dia depois, embora depois da prova, o que vai ditar o tempo de repouso é a sua condição física, talvez um dia apenas seja pouco para sua plena recuperação e você pode identificar isso estando atento aos sinais que seu corpo emite, como dores e indisposição.
    Importante manter-se sempre bem alimentado e hidratado e não dispensar as sessões de alongamento antes e depois de cada treino ou prova.
    Buscar a orientação de um profissiopnal de Educação Física sempre que for aumentar a carga de treinos também é interessante, pois ele poderá lhe recomendar séries de exercícios de fortalecimento muscular específicos para o que voce pretende fazer, assim como, consultas periódicas a um clínico geral e um oprtopedista para avaliaçao de sua condição clínica são de indispensáveis.
    Espero poder ter ajudado. Parabéns pelo seu empenho, porque eu, sendo preguiçoso e pesado como sou, sei bem o quanto é difícil manter a disciplina de treinar todos os dias.

    RAULTRABRAÇO E BORACORRÊ!

    Raul Avelino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s