Coisas Subterrâneas. E o metrô.

Algumas coisas, como o metrô, podem ser superficiais ou subterrâneas. Não? Leia a matéria e tire suas conclusões.

Daniel Pinheiro

——————————————–

Na Copa, um metrô incompleto

Prefeitura de Curitiba determina data para início das operações em 2014, mas entregará apenas o trecho Sul da obra, com 13 quilômetros

Publicado em 28/10/2009 | Jorge Olavo, com agências

Fonte: Gazeta do Povo

No primeiro dia de 2014, ano em que Curitiba será uma das sedes da Copa do Mundo, os curitibanos terão a primeira linha de metrô da capital funcionando… pela metade. Pela primeira vez, a prefeitura divulgou um cronograma de execução das obras, no qual se compromete a concluir apenas o trecho Sul da linha do metrô nos próximos quatro anos. Para a Copa, dos 22 quilômetros previstos na linha Norte-Sul, deverão estar prontos os 13 quilômetros que ligarão o Terminal CIC Sul à Praça Eufrásio Correia, no Centro.

Sem calendário definido, a parte Norte da linha deve ser iniciada assim que a primeira etapa seja concluída. “Não chamaria de metade. Estará operando o trecho 1 [Sul] e em execução o trecho 2 [Norte]. Até a Copa, só até a Eufrásio Correia. Só essa primeira etapa”, afirma Edemar Meissner, diretor de implantação do Ins­tituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

O calendário está incluso no Plano Geral de Implantação do Metrô apresentado pela prefeitura ao governo federal nos últimos dias. De acordo com o cronograma, até março de 2010 devem ser concluídos os estudos técnicos de engenharia e de impacto ambiental iniciados com investimento vindo do cofre municipal e do Ministério das Cidades. “Os estudos iniciais do metrô estão sendo conduzidos desde 2005. O projeto vem sendo trabalhado independentemente deste evento esportivo”, comenta Meissner.

As obras devem iniciar em janeiro de 2011 e concluídas em outubro de 2013. Até 1.º de janeiro de 2014, dia prometido para a inauguração do metrô, serão efetuados testes no sistema. Os prazos foram definidos antes mesmo de saber de onde virá o dinheiro a ser empregado nas obras, estimadas em R$ 2 bilhões.

O governo federal ainda não definiu quais serão as obras contempladas pelo PAC da Copa. A prefeitura tenta conseguir o apoio de R$ 1,2 bilhão da União para a primeira etapa do metrô. Os R$ 800 mi­­lhões estimados para o trecho Norte serão requisitados depois. Caso seja aprovada a ajuda do PAC, a prefeitura prevê que o contrato seja assinado em dezembro de 2010.

“A nossa ideia, se não sair o PAC, é continuar as negociações para uma outra linha de financiamento, uma outra possibilidade de participação do governo federal. O nosso entendimento com o governo federal tem sido muito bom neste sentido. Estamos bastante otimistas para uma solução”, diz o diretor do Ippuc.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou ontem que a prefeitura está pedindo o dinheiro em “termos razoáveis” e que o governo federal deve aprovar o financiamento. “Mas temos dúvidas até mesmo de que o trecho Sul ficará pronto”. Para o ministro, a cidade deve discutir o metrô de forma independente da Copa. “Não é uma obra essencial para a Copa. Mas se a cidade considera importante o metrô, vamos discutir de maneira separada”, disse.

Os 13 quilômetros do trecho Sul terão 12 estações. Três sistemas diferentes de construção serão utilizados durante as obras. A prefeitura calcula que a demanda inicial do sistema seja de 330 mil passageiros por dia.

Discursos

Algumas declarações sobre a conclusão das obras do metrô de Curitiba até a Copa de 2014 mudaram com o tempo, direcionadas para a constatação de que apenas um trecho da linha ficaria pronto para o Mundial

maio de 2009 – No dia em que Curitiba foi indicada para ser uma das sedes da Copa de 2014, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, dizia ter “dúvidas” sobre a possibilidade de concluir o metrô de Curitiba até o Mundial. Já o presidente do Ippuc, Cléver de Almeida, garantia que, do ponto de vista da engenharia, seria possível finalizar a construção, já que o metrô seria “bem simplificado”.

16/7/2009 – O presidente do Ippuc levantou a possibilidade de terminar apenas um trecho do metrô até 2014 e retomar as obras após o Mundial.

26/7/2009 – O presidente da Urbs, Marcos Isfer, disse que ao menos um trecho do metrô estaria concluído até o mundial de 2014.

3/10/2009 – Enfático, durante o 17º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito, o prefeito Beto Richa (PSDB) afirmou que as obras do metro começariam em 2010. “Estamos elaborando o projeto básico. O início das obras é no ano que vem, e vai ficar pronto até a Copa”, afirmou.

 

Uma opinião sobre “Coisas Subterrâneas. E o metrô.”

  1. Sinceramente, alguém acreditava que o metrô iria ester pronto para a copa?? Nem mesmo o Beto Richa. Bonito isso não? Promete metrô, não cumpre e diz que houve “impedimentos” para concluir. Mas diz que iniciou e é por causa de sua boa gestão, mas se virar governador tudo melhora.
    E o povo acredita.

    Alison Endler

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s