Façam Suas Apostas

E daí se não vai ter espaço? Sabe quem sai perdendo? Sim, são eles mesmos… Querem uma aposta segura? Muita gente vai ser eleita paga exatamente com o dinheiro do jogo. Sem medo de errar.

Que a máquina continue a girar. Acho que vou abrir um. Será que dá?

Daniel Pinheiro

————————————————–

Estudo mostra que vai faltar espaço para bingos em Curitiba

Mapa traçado pelo deputado estadual Fabio Camargo mostra que, levando-se em consideração a distância exigida de igrejas e escolas, sobram poucos pontos nobres para a instalação das casas de jogos na capital

Publicado em 28/09/2009 | Kátia Chagas

Fonte: Gazeta do Povo

Curitiba poderá ter até 13 casas de jogos de azar se entrar em vigor no Brasil a lei que legaliza os bingos, videobingos e videoloterias, mas os empresários do setor reclamam que vai faltar espaço para montar seus negócios. O projeto permite um estabelecimento para cada 150 mil habitantes, mas o problema será onde colocar essas casas. O projeto que legaliza o jogo no país, aprovado quarta-feira pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, proíbe bingos num raio de 500 metros de distância de escolas e templos religiosos, o que está sendo considerado um entrave pelos interessados em explorar o jogo.

No trajeto entre o Parque Barigui até o Jardim Botânico, por exemplo, cortando os bairros Campina do Siqueira, Bigorrilho, Batel, Centro, Água Verde, Rebouças e Jardim Botânico, nenhuma casa de bingo poderia ser aberta. É que o que revelou um estudo feito pelo deputado estadual Fabio Camargo (PTB), presidente da comissão especial da Assembleia Legislativa que vai acompanhar a tramitação do projeto de legalização dos bingos no Congresso Federal.

Os argumentos

Três pontos a favor e três contra os bingos:

A central de trabalhadores defende a tese de que os bingos gerariam pelo menos 250 mil novos empregos no país.

Estimativas apontam que volume de tributos gerados pelos bingos poderia chegar a R$ 6,5 bilhões por ano.

O jogo ajudaria no crescimento da indústria do entretenimento e aqueceria o turismo.

Legalizar a atividade facilitaria a lavagem de dinheiro, obtido por meio de assaltos, da venda de cocaína e de outros crimes.

A exploração do jogo produz ambientes onde circulam grandes quantias de dinheiro, impossíveis de serem fiscalizadas por órgãos de segurança ou coibidas por qualquer lei.

O apelo do ganho fácil viciaria as pessoas no jogo, destruiria patrimônios dos apostadores e provocaria tragédias familiares.

O deputado, autor da lei municipal que liberou os bingos na capital em 2003, fez o estudo antes mesmo da lei entrar em vigor. Ele foi buscar dados oficiais na Secretaria Municipal de Urbanismo para mapear a cidade e identificar as áreas onde poderiam ser instaladas as casas de jogos.

A análise do mapa ainda está sendo feita, mas a conclusão do deputado até agora é que, da forma como está o projeto, sobram “pouquíssimos” pontos nobres na cidade.

O estudo foi apresentado por Camargo em Brasília, na semana passada, aos relatores do projeto na Câmara Federal. Ele cobrou mudanças no texto, como a diminuição – de 500 para 100 metros – da distância mínima dos bingos de escolas e templos religiosos e defendeu que a regra só seja aplicada a igrejas de grande porte e escolas de segundo grau. Medidas que poderiam facilitar a abertura dos estabelecimentos.

Amanhã, o deputado volta à Brasília para tentar uma audiência com a direção da Caixa Econômica Federal. “Quero entender de onde vão partir as autorizações para o funcionamento das casas e quais os pré-requisitos para ser dono de bingo. Tenho certeza absoluta de que o projeto vai passar no Congresso e quero esmiuçar a futura lei para o Paraná sair na frente na parte administrativa”, disse.

Gente séria

Para Fabio Camargo, com a fiscalização prevista no projeto – cada estabelecimento terá 2 fiscais da Receita Federal – e com as exigências para ser dono de casa de bingo, não vai ter espaço para “mal-intencionados” no ramo.

O empresário terá de comprovar idoneidade moral, não pode estar em débito com o FGTS, INSS, Receita Estadual, Federal e Municipal nem ter sido condenado em ação cívil. “Só vai ter gente séria no mercado”, prevê.

Outra vantagem da legalização, apontada pelo parlamentar, seria o aumento da arrecadação de impostos e da geração de empregos. “Dizem que o jogo vicia, mas o viciado está jogando nas casas clandestinas que funcionam por aí. A diferença é que com a legalização parte do dinheiro vai voltar para ele em forma de saúde e educação”, declarou. Sobre as acusações de suposta lavagem de dinheiro feita pelo setor, Camargo discorda: “Se um posto de gasolina lava dinheiro, não é por isso que se deve fechar todos.”

O deputado acha um “retrocesso” o Brasil não seguir o exemplo do restante do mundo. “O jogo distribui renda e traz muito benefício à sociedade. Em todos os locais onde havia dificuldade financeira trouxe prosperidade”, afirmou.

O projeto ainda não tem data para ser votado pelo plenário da Câmara dos Deputados. Além do lobby de empresários do setor, a Força Sindical está mobilizada pela aprovação da proposta. A central de trabalhadores calcula que os bingos podem criar 250 mil novos empregos no país. Em Curitiba, a previsão é de 1.300 empregos diretos.

No passado, troca de propinas e corrupção

Um dos casos de maior repercussão envolvendo políticos com a máfia do jogo foi no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Um dos principais homens de confiança do ministro José Dirceu (Casa Civil) negociava com bicheiros o favorecimento em concorrências, em troca de propinas e contribuições para campanhas eleitorais.

Leia a matéria completa

Para Delazari, jogo é indefensável

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari, diz que qualquer atividade ilícita legalizada gera novos empregos, mas esse é um argumento “pífio” dos que defendem a legalização do jogo porque seria como querer legalizar o narcotráfico.

Leia a matéria completa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s