O Twitter e o Marketing

Nós também estamos lá! www.twitter.com/debatepronto (ou algo do tipo).

Daniel Pinheiro

———————————

Publicidade em 140 caracteres

Empresas usam o Twitter para fazer propaganda e “conversar” com clientes

Publicado em 18/09/2009 | Cinthia Scheffer

Fonte: Gazeta do Povo

Na última semana, o criador do Twitter, Biz Stone, informava – por meio do seu microblog, é claro – que o site havia feito ajustes em seu termo de serviço, espécie de contrato que o usuário “assina” ao fazer um cadastro na internet. Já no primeiro item, Stone fez questão de anunciar: “Deixamos as portas abertas para a publicidade”. O texto apenas reafirma que o espaço aceita conteúdo comercial, mas deixa claro que está “ávido por uma aproximação maior com o mercado publicitário”.

E isso, ao que parece, não será difícil. Milhares de empresas já têm no mais recente fenômeno da web um novo canal de comunicação e publicidade – mesmo que, muitas delas, ainda estejam aprendendo a fazer isso da melhor forma. “O Twitter é uma ferramenta com um potencial muito grande, que aos poucos as empresas, assim como as pessoas, vão descobrindo. Ainda vamos ver muita novidade”, aposta o diretor da WB4B/C’ Negócios Online, Ricardo Cabianca. Estudioso das mídias sociais, ele brinca que o Twitter é “quase como ler a mente”. “As mídias sociais são canais transparentes, de contato direto com os clientes. Você consegue ver a reação quase imediata delas a um determinado assunto. É possível medir o quanto as pessoas comentam sobre uma empresa ou produto.”

No caso específico do Twitter, o número de mentes para leitura não para de crescer. Em junho, o número mundial de acessos chegou a 44,5 milhões – 1.500% acima do mesmo mês de 2008, segundo estimativa da empresa de consultoria comScore. Os números já ultrapassaram os de redes sociais mais tradicionais, como o Orkut, site de relacionamento mais acessado pelos brasileiros.

Os usuários usam o site para o envio de mensagens, cujo tamanho máximo é de 140 caracteres, os chamados “tweets”. Cada um deles cria uma rede de contatos com pessoas – e empresas ou marcas – que tem interesse em “seguir” (o que significa que você vai ter acesso às mensagens que elas escreverem).

Marcas

Recentemente, o Clube de Criação de São Paulo (CCSP) fez um levantamento informal das marcas mais acompanhadas via Twitter. O Google aparece no topo do ranking, com quase 1,6 milhão de seguidores. O Submarino aparece bem mais pra baixo, mas é a primeira empresa brasileira da lista, com uma audiência de cerca de 30 mil pessoas. O @novo_submarino (endereço no Twitter), conta a empresa, entrou no ar em novembro de 2008 e oferece ofertas e promoções exclusivas aos seguidores – já chegou a sortear um conjunto de “cinema em casa” (com tevê de plasma, home theater, aparelho blu-ray e alguns filmes). O endereço especial para o canal de viagens, o @subviagens, tem mais de 7 mil seguidores e, segundo a empresa, é uma ferramenta de aproximação com os clientes.

A Claro também usa o Twitter (@clarobrasil) desde junho pra divulgar novidades e promoções – caminho que, segundo a operadora, resultou em um “acréscimo considerável” no acesso às páginas divulgadas. Mas o objetivo futuro, diz a telefônica, é transformar o miniblog em mais canal de atendimento ao cliente. “Trata-se de uma evolução complexa, pois além da necessidade de uma estrutura de atendimento específica para este canal, precisaremos identificar o número do celular do cliente para poder gerar um protocolo de atendimento e consulta do histórico do cliente”, explica e empresa.

Mas não é preciso ser um grande companhia para usufruir do poder de comunicação do Twitter. O site de compras O Segredo do Vitorio (www.osegredodovitorio.com), criado por um casal de Curitiba há quase um ano, já percebeu isso em poucos meses de uso. O número de visitas diárias ao site passou de mil, em média, para cerca de 1,7 mil acessos depois que a loja criou seu miniblog. Em dias de promoção, o número de visitas chega perto de 3 mil por dia, conta a empresária Flávia Bley.

“Entrei no Twitter e comecei a cadastrar pessoas e sortear coisas de valor pequeno. Aos poucos o nome do site começou a aparecer nas páginas de outras pessoas e ficar mais conhecido”, conta uma das criadoras. Hoje são mais de 3,6 mil seguidores, que recebem promoções pelo menos três vezes por semana. “Em cada dia de promoção ganhamos 200 seguidores novos e o site recebe, em média, de 2 mil a 3 mil visitas nesses dias, dependendo do prêmio.”

Ficou curioso?

Para acessar o Twitter é preciso fazer um cadastro em www.twitter.com.

————————–

Celebridades – O apresentador Luciano Huck é um dos brasileiros mais “seguidos” do Twitter – ontem ele tinha pouco mais de 932 mil seguidores. Mas a lista de celebridades que aderiram à rede é grande. Estão lá, com contas verificadas pelo próprio portal: Marcelo Tas, Angelica, Carolina Dickmann, Rubens Barrichello, Maria Rita, Ana Maria Braga e Ivete Sangalo, ente outros tantos

Presidente – O presidente americano, Barack Obama, também é um usuário do Twitter. Diariamente, quase 2,2 milhões de pessoas seguem seus passos via web. O presidente Lula tem uma atuação bem mais modesta na comunidade. O perfil apresentado como oficial tem 847 seguidores

TV x Internet – O Twitter de transformou em uma grande sala de estar, onde muita gente “se reuniu” para assistir ao último capítulo da novela Caminho das Índias, na sexta-feira passada. Além de muitos telespectadores, atores do elenco, comentaristas de tevê e a própria autora Glória Perez falaram sobre o capítulo em tempo real. O fenômeno da televisão – que bateu 55 pontos de ibope – movimentou também a internet

O fenômeno

Curiosidades sobre a comunidade que mais cresce na web

Para que serve o Twitter?

“Para compartilhar e descobrir o que está acontecendo. Ou para acompanhar informações sobre quem mais importa para você.”

Essas foram as respostas do criador da rede, Biz Stone, durante a sua apresentação no Festival Internacional de Cannes deste ano.

Em tempo real

Na última semana. Os atentados de 11 de Setembro foram um dos assuntos que movimentaram a rede de miniblogs. Todo mundo se pergunta: “E se tivesse Twitter naquela época?”

US$ 48 milhões

É o que a VMS, serviço de monitoramento de notícia, calcula que o Twitter tenha recebido em mídia espontânea só em julho nos Estados Unidos. Foram 2,7 bilhões de citações – 57% delas na tevê, 37% em jornais e 5% em revistas. Muito? Para se ter uma ideia, isso é metade do que a Microsoft planejava investir em marketing para o lançamento do Bing, seu novo buscador.

——————————-

Mensagens se multiplicam, para o bem e para o mal

Uma pesquisa realizada em junho pela agência paulistana Bullet mostra que a publicidade, é bem vista pelos usuários do Twitter, desde que ela seja relevante. Cerca de 53% dos entrevistados disseram achar “interessante” ações publicitárias na rede de miniblogs. A pesquisa mostrou ainda que o público que acessa o Twitter é, na sua maioria, de homens (61%), com idade entre 21 e 30 anos (65%). A Bullet chegou a conclusão que a maioria dos usuários replica “tweets” interessantes para seus seguidores. É aí que está o grande poder “viral” do Twitter – um comentário sobre algum produto pode se multiplicar em segundos.

Para o bem e para o mal, é verdade. Na mesma proporção que se multiplicam os perfis oficiais de empresas e marcas, são criados espaços para reunir clientes insatisfeitos. Quem faz uma busca por Submarino, por exemplo, encontra o site oficial da empresa, mas também o “Submarino Fails”, com 92 seguidores.

Coragem

Por isso, diz Cabianca, WB4B/C’, tão ou mais importante do que ter sua marca nas redes sociais, é monitorar como ela aparece. “Esse é o grande lance da internet. Para estar lá, acima de tudo as empresas têm de ser corajosas.” (CS)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s