Bolsa!

Recebi a dica do texto da Juliana Penhaki, que assim como eu, não tinha ideia da fonte. Depois de circular e ver este texto em “trocentos” sites na internet, sem fonte, o mais próximo que posso dizer é que parece ser do site http://www.pontocritico.com

Ao autor, peço desculpas pela imprecisão da fonte, mas parabenizo-o assim mesmo, por ter escrito. Espero que não seja mais uma “lenda” da internet, e que o texto seja verdadeiro. Ou não.

Daniel Pinheiro

—————————————

Alguém tinha alguma dúvida de que isso iria acontecer?

Fri, 14 Aug 2009

Fonte (?) www.pontocritico.com

Como o setor têxtil é de vital importância para a economia do Ceará, a demanda por mão de obra na indústria têxtil é imensa e precisa ser constantemente formada e preparada. Diante disso, o Sinditêxtil fechou um acordo com o governo para coordenar um curso de formação de costureiras. O governo exigiu que o curso deveria atender a um grupo de 500 mulheres que recebem o Bolsa Família. De novo: só para aquelas que recebem o Bolsa Família. O importante acordo foi fechado dentro das seguintes atribuições: o governo entrou com o recurso; o Senai com a formação das costureiras, através de um curso de 120 horas/aula; e, o Sinditêxtil com o compromisso de enviar o cadastro das formandas às inúmeras indústrias do setor, que dariam emprego às novas costureiras. Pela carência de mão obra, a idéia não poderia ser melhor. Pois é. Pois bem. O curso foi concluído recentemente e com isto os cadastros das costureiras formadas foram enviados para as empresas, que se prontificaram em fazer as contratações. E foi nessa hora que a porca torceu o rabo, gente. Anotem aí: o número de contratações foi ZERO.

Entenderam bem? ZERO, gente.

Enquanto ouvia o relato, até imaginei que o número poderia ser baixo, mas o fato é que não houve uma contratação sequer. ZERO. Sem qualquer exagero. O motivo? Simples, embora triste e muito lamentável, como afirma com dó, o diretor do Sinditêxtil. Todas as costureiras, por estarem incluídas no Bolsa Família, se negaram a trabalhar com carteira assinada. Para todas as 500 costureiras que fizeram o curso, o Bolsa Família é um beneficio que não pode ser perdido. É para sempre. Nenhuma admite perder o subsidio.

SEM NEGÓCIO- Repito: de forma uníssona, a condição imposta pelas 500 formandas é de que não se negocia a perda do Bolsa Família. Para trabalhar como costureira, só recebendo por fora, na informalidade. Como as empresas se negaram, nenhuma costureira foi aproveitada.

A RAZÃO DE LULA – O que sobrou nisso tudo? Muita coisa. O custo alto para formar as costureiras foi desperdiçado. E pelo que foi dito no ambiente da FIEC, casos idênticos do mesmo horror estão se multiplicando em vários setores. Considerando que a região nordeste do país contempla o maior número de beneficiados com o Bolsa Família, aí está a razão para sermos todos imbecis e idiotas. Lula tem razão. Toda razão.

Anúncios

3 opiniões sobre “Bolsa!”

  1. Não compreendi sua preocupação com a fonte. A fonte que vc cita não diz de onde tirou a informação, portanto não fonte de fato. Vc mesmo diz que espera que não seja lenda, portt apesar de admitir que pode ser lenda, pede desculpas pela imprecisão. Pede desculpas ao “autor” (???). E ainda o parabeniza… Não entendi.
    A minha busca foi no site do Sinditextil, no qual não encontrei nadinha a respeito.
    É óbvio que qualquer programa tenha efeitos perversos, o importante é que sua gestão seja dinâmica atentando para esses efeitos. Ou vamos acabar com o INSS por causa dos inúmeros desvios?
    Quer ver algo mais sério do que essa guerrinha sem debate, tipo torcida organizada que entra em campo pra matar? Veja:
    http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/01/31/o-bolsa-familia-20/
    DoraSC

  2. Sim, Dora, peço desculpas, pois ao autor deveria dar o devido crédito. Porém, nestes e-mails que circulam (e concordo que há debate vazio em muitos lugares) raramente chegam as fontes corretas. Sempre faço uma busca, e realmente, o único site que tem alguma referência ao texto, mas que não indica se é de sua autoria, foi aquele informado. E sim, parabéns ao autor se dar ao trabalho de compartilhar a informação, seja como tenha feito. E acreditamos, e por isso o blog existe, que de fato é possível se expressar, seja qual posição assuma, diante de um tema. E se a posição for favorável, ou contrário, merece aplauso, da mesma forma. Porque o povo aprendeu a calar-se justamente na hora em que mais precisa falar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s