Rita Lee

Pegou forte!

Paulo Rink

————————————-

”As mulheres deveriam reclamar menos e agir mais”

Um dos principais nomes da música brasileira, a roqueira fala de sua atual fase após 40 anos de carreira com exclusividade para Contigo!

Por Catarina Arimatéia

Eterna rainha do rock, Rita Lee, 61 anos, está na estrada divulgando o CD e o DVD Multishow ao Vivo, que comemoram seus 40 anos de carreira. No palco, aparece um pouco menos saltitante, mas é por causa de uma cirurgia de hérnia de disco que fez recentemente. ”Logo espero estar fazendo umas acrobacias malucas”, dispara, sempre com irreverência. Além de seus sucessos, ela vem com três novas canções: Se Manca, em parceria com o filho, Beto Lee, que é ”uma mistura de Erasmo Carlos com Rolling Stones”, Insônia, dela e do marido, Roberto de Carvalho, ”bem Sidney Magal com Beatles”, e Tão, ”sobre as pessoas chatas, as ‘tãããooo boazinhas, tãããooo certinhas, aquelas que dão vontade de esganar”, diz a autora de letra e música. Entre um show e outro, Rita arrumou um tempinho para responder às perguntas de CONTIGO!.

Quarenta anos de carreira depois, você continua a nossa rainha do rock. Por que ninguém a substituiu?

Não dá para ficar comparando ou cobrando… Está tudo certo do jeito que está. Até o errado está certo.

Quem merece o troféu de chata no Brasil e fora dele?

Não quero fazer a carreira de ninguém publicamente, nem aqui nem lá. Também não vou dar nome aos bois… Ou seriam às vacas?

Da nova geração musical, quem você gosta de escutar?

Estou por fora das modernidades musicais. Só quando sai o terceiro trabalho de alguém é que vou escutar.

Você costuma dizer que não gosta de ver um trabalho depois de gravado, já que sua Lua em Virgem a faria criticá-lo. Verdade mesmo ou charminho?

Como não dá para modificar o que foi gravado, eu prefiro não ouvir, já que acabaria só achando defeitos. Eu odeio me assistir. Tudo o que faço, tudo o que gravo, mixou, ficou no passado. Além do que minha máquina do tempo está direcionada para o futuro.

Você disse que talvez funde uma igreja… Quem entraria no templo Rita Lee?

Como em toda igreja, só entra quem der dinheiro!

A regravação da música Cor de Rosa Choque lembra momentos importantes de conquistas da mulher. Já conquistamos tudo?

Acho que hoje as mulheres deveriam reclamar menos e agir mais.

Você tem 61 anos e energia de 20. Algum cuidado especial com a saúde?

Não como cadáveres de animais, não vou a shopping centers, fujo de médicos e odeio salão de beleza. Eu mesma pinto o meu cabelo, eu mesma corto a franja. E, quando lavo, passo! Mas adoro uma massagem.

A menina que queria ser veterinária se transformou em uma das maiores cantoras brasileiras. Como é hoje sua relação com os animais?

Desde que me conheço por gente, sou apaixonada por bichos. E agora que estou morando numa casa no meio do mato (nos arredores de São Paulo), tenho um monte deles. Não dá nem para enumerar ou ficaremos até amanhã!

Você e Roberto de Carvalho formam uma das parcerias mais estáveis do meio artístico. Às vezes não é complicado ”aguentar” um ao outro?

Casamento não é uma receita de bolo, é uma loteria. E não é complicado, não. Convivemos com respeito mútuo e é uma delícia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s