Todos Juntos Vamos…

…pena que eu não posso continuar com o: “P´ra frente Brasil!” Não neste caso.

Pena mesmo.

Daniel Pinheiro

——————————–

Planalto mobilizará aliados na Câmara e Senado para impedir depoimento de Dilma

MÁRCIO FALCÃO

GABRIELA GUERREIRO

da Folha Online, em Brasília

O Palácio do Planalto vai ter que mobilizar os aliados na Câmara e no Senado para impedir que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) tenha que comparecer ao Congresso para prestar explicações sobre o suposto encontro com a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira.

A oposição espera aprovar, na quarta-feira, na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara três pedidos de convocações, sendo um deles para Dilma, outro para Lina e um para Iraneth Weiler, chefe de gabinete da Receita Federal. A ideia é que cada uma delas apresente aos deputados suas versões do encontro –no qual teria pedido para o órgão agilizar as investigações sobre familiares do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

No Senado, os governistas vão ter que trabalhar para derrubar na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) os requerimentos do líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), que pedem o convite e a convocação de Dilma. Jucá apresentou os requerimentos como uma manobra para evitar que a oposição surpreendesse o governo e aprovasse a convocação da ministra.

Jucá pretendia arquivar os pedidos porque, pelas normas do Senado, se um requerimento for rejeitado, ele não poderá ser reapresentado na comissão com o mesmo teor durante toda a legislatura. Em resposta à movimentação governista, o presidente da CCJ, Demóstenes Torres (DEM-GO), suspendeu a sessão sem dar explicações e evitou a votação dos requerimentos.

Demóstenes afirmou que vai segurar a votação dos requerimentos até que o plenário da CCJ esteja quase sem a presença dos governistas. “Eles precisam lembrar que manobra por manobra nós também temos direito de fazer”, afirmou.

O líder do governo, no entanto, pretende obstruir as votações na CCJ e já encaminhou um e-mail para os integrantes dos partidos da base para derrubar as propostas que não tenham o aval do Planalto.

Imagens

O DEM deve protocolar nesta terça-feira uma representação no Ministério Público Federal contra o GSI (Gabinete de Segurança Institucional), que negou a existência de imagens, registros de placas de carros e de autoridades que estiveram no Palácio do Planalto no final do ano passado e início deste ano.

O pedido do DEM é para que o Ministério Público Federal abra investigação sobre as condutas praticadas pelo ministro-chefe do GSI, general Jorge Armando Félix, diante da suspeita de “queima de arquivo público”.

Depoimento

A ex-secretária da Receita Federal confirmou na semana passada, em depoimento à CCJ do Senado, que se encontrou com a ministra no final do ano passado, quando Dilma lhe pediu para agilizar as investigações da Receita sobre familiares do presidente do Senado.

Ela disse que seu objetivo não é prejudicar a ministra ou provocar polêmicas públicas, mas sim preservar a sua biografia.

Lina Vieira disse que o encontro foi solicitado pela secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, que foi à Receita Federal para marcar a reunião. Segundo a secretária, o circuito interno de imagens da Casa Civil tem condições de comprovar o seu encontro com Dilma.

“Certamente, no Planalto, deve ter a filmagem, eu entrando no quarto andar, entrando na sala. Eu não sou fantasma, deve ter alguma coisa em algum lugar registrado”, afirmou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s