Carregar o Peso? (por Carlos Kiatkoski)

Podem falar o que quiserem. Mas continuo a defender a geração cara pintada. Ok. Era um bando de adolescentes que saiam as ruas para “protestar” com os rostos pintados como quem vai à guerra, com gritos de ordem e músicas inflamadas contra o governo corrupto, mais ao menos faziam isso. Hoje no máximo o que se vê é uma reunião para se ir ao shopping paquerar, ou quando muito, os protestos se limitam ao playground do condomínio. Onde esta a juventude desse país? Zumbis, nada além disso. Seus cérebros pertencem à televisão, assim como a sua vontade.

Com tantos meios de comunicação a disposição e eles só usam isso pra fofocar no msn, vasculhar a vida alheia nos sites de relacionamento (orkut, facebook, twiter), ferramentas essas que mobilizaram milhões de pessoas em abril deste ano na Moldávia, um país menor que Curitiba, e levou a uma sucessão de protestos contra supostas fraudes nas eleições.

No entanto aqui as coisas funcionam diferente. Enquanto políticos da base aliada, principalmente o PT, se escondem atrás de jornais, ou então fazem discursos fora dos microfones para que possam candidatar-se novamente nas próximas eleições e não sofram com isso nenhuma espécie de represálias por parte de candidatos opositores ou mesmo para que seus eleitores não os castiguem nas urnas.

Cenas como essas são lamentáveis, mas ocorrem em nosso país. O pior é que essas cenas já fazem parte de nosso cotidiano, ou seja, tornou-se comum e logo caíram no esquecimento. A grande mídia logo encontrará outros acontecimentos para pautar as discussões nas rodas de amigos. O futebol vai tomar espaço cada vez maior nas conversas na mesa do bar, e a política, bem, essa fica para as próximas eleições.

Sinto-me, de certa forma, responsável por todas essas maracutáias que estão acontecendo em nosso cenário político atual. Isso por que não faço uso de um dos maiores poderes que possuo, o voto. Vou queimar meu título em sinal de protesto. Vou arcar com as conseqüências de tal ato, mas diferentemente dos senadores, vou encarar meu carrasco com a cabeça erguida sabendo que fiz a coisa certa e não tenho medo de ser punido por isso.

Estou cansado de espernear, já estou rouco de tanto gritar. Já basta!!!!

Carlos Eduardo Kiatkoski

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s