Mar de Desilusão (por Carlos Kiatkoski)

Minha desilusão com a Política nacional jamais chegará ao fim. Tenho plena certeza disso, ao menos nos últimos anos fui obrigado a acreditar nisso. Votei no Lula, digo Lula, pois não votei no PT. Pensei que seu discurso de mudanças e política de esquerda fosse causar alguma mudança no cenário político nacional, erro meu. O que vi foram aumentar as denuncias por corrupção, fora as tantas outras sobre as maracutaias envolvendo a família presidencial. Nos últimos meses o alvo tornou-se o então presidente do senado José Sarney, o último dos coronéis.

As notícias recentes revelam uma das maiores manobras políticas do país, o arquivamento do processo de cassação do presidente do senado. A pedido do presidente da república e de forças políticas nacionais (entendam coronéis do norte e nordeste) este processo vai realmente ser arquivado.

Tenho vergonha de assumir que voto nulo. Sei que é uma maneira de protestar contra política nacional dos últimos anos, mas não é dessa forma que podemos mudar o país. Políticos sérios existem, mas acabam sendo engolidos pelos tubarões do poder. Exemplos não faltam, como foi o que ocorreu recentemente em Curitiba com o vereador Professor Galdino, o qual se recusou a aceitar fantasmas em seu gabinete e por isso acabou sendo vitima de acusações de assédio e sofreu com a expulsão do Partido Verde.

O pior de tudo não é ler sobre o que está realmente acontecendo, é não poder ler a respeito. Isso mesmo, para aqueles que não sabem os Jornais mais importantes do país (Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo) e outros menores estão sofrendo com algo que só acontecia na era negra nacional (os anos de ditadura) a censura. Sim. Ela voltou. O caso de censura está ocorrendo, pois estes importantes veículos de informação começaram a investigar e denunciar fatos envolvendo Fernando Sarney, filho de José Sarney. E por motivo jornalistas estão sendo calados e os respectivos veículos ao qual estão ligados são impedidos de veicular qualquer informação a respeito. A justiça assim determinou. Justiça? Bom, dizem que ela é cega, mas no caso creio que seja burra também.

Carlos Eduardo Kiatkoski

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s