Surto Psicótico (por Daniel Pinheiro)

Saudades da boa e velha Wikipédia aproveitei um momento de reflexão para ler mais em fontes não-confiáveis, como sempre, sobre um assunto o qual tinha interesse, particularmente, no dia de hoje: surto psicótico.

Parece loucura (desculpem o trocadilho), mas a idéia de escrever sobre isso seguiu após montar, mentalmente, uma palestra de encerramento do semestre para uma turma, que deveria proferir em breve. Me veio à mente uma questão: e se, de repente, alguém surta? Professor, aluno… seja quem for?!

De acordo com as definições disponíveis na Wikipédia, os surtos [psicóticos] são comuns na esquizofrenia e podem ocorrer da fase maníaca aguda do transtorno bipolar. Também podem ocorrer devido a substâncias psicoativas, como álcool, anfetamina, cocaína, etc. Durante o surto podem ocorrer manifestações de paranóia, alucinações e delírios. O surto geralmente dura algumas semanas e pode ser encurtado de acordo com a medicação administrada. A medicação também pode impedir um surto ou torná-lo menos grave se ocorrer. Normalmente o surto é precedido por comportamentos estranhos do indivíduo, que só podem ser detectados poucos dias antes que este entre em crise. Sendo assim, é muito importante acompanhar pacientes nesta situação a fim de medicá-los antes do início do surto. Segundo o DSM IV, um dos sintomas para se diagnosticar esquizofrenia é a duração do surto de, no mínimo, seis meses. Não pode ser transmitida para outras pessoas, é uma desorganização mental grave e não tem poder para induzir outras mentes a fazer o mesmo.

Com o devido respeito a fonte, não era disso que gostaria de falar, mas sim, de algumas destas manifestações. A cada dia, tenho a nítida sensação de que fica mais difícil a cada momento prever que seja possível o auto-controle dos indivíduos, especialmente, devido às pressões do dia-a-dia.

Explico. Tem sido muito mais comum ver as pessoas se relacionarem “virtualmente”, se é que é possível chamar de relacionamento algo virtual (o que eu considero impossível). O mundo é real. Se fosse alguém tentando escapar da realidade, com seus “amigos imaginários”, seria louco, esquizofrênico. Mas, se for alguém que tenha 380 amigos em seu Orkut, mas nunca abraçou ou olhou nos olhos dele, é um usuário de redes sociais. Redes sociais uma joça!

Esta “virtualidade” está acabando com a chance dos seres humanos serem um pouco melhores. Quanto mais virtual, distante, mais fácil se tornar egoisticamente individualista. É como se, na medida em que as pessoas se envolvem cada vez mais com seus “amigos imaginários” do mundo virtual, mais ignorassem os seres de carne, osso e sentimento do mundo real.

E por que falar tudo isso? Ora, como escrevi o que me preocupa são as tais manifestações. Às vezes, sinto-me cercado por pessoas em pleno surto, com suas “paranóias, alucinações e delírios”.

Começo por um bando de desocupados, que tornou uma desvairada de vestido rosa e comportamento, no mínimo, desrespeitoso, em celebridade instantânea. Sim, falo daquela moça de terrível mau gosto. E, sim, a nossa mídia anda cheia destes desocupados criadores de polêmicas. Acho que acreditam tanto em suas polêmicas fantasiosas, que acabam acreditando que é a mais pura e absoluta verdade. Mas, não é só isso.

Quando vejo que o surto psicótico decorre de uma espécie de “desorganização mental grave”, lembro do nosso congresso. Aquilo, sim, é uma desorganização mental grave, gravíssima, imensurável até. E com transtorno bipolar! Uma hora, não fazem absolutamente nada. Noutra, só escândalo. Não seria bom, um pouco de trabalho, para variar? Talvez, até alguns se curassem (calma, talvez!). E, o pior. Agora, entre eles, é moda se “virtualizar”. Criam personagens nestas redes sociais (especialmente no Twitter) e escrevem coisas como suas agendas, seus feitos e conquistas. Pura BOBAGEM! (Mas, confesso, ando lendo, exceto o Mercadante, que não dá para agüentar!).

E, nesse mundo de personagens fantasiosos, venho ao blog justamente para confessar: devo estar em surto psicótico. Estou tendo alucinações. O preço do álcool, eu tenho certeza, é fruto de minha imaginação. Lula Judas da Silva, dono do mundo, matador da fome, é alucinação.

Melhor parar por aqui, descer deste trem da alegria, e ver o mundo real.

Daniel Pinheiro

About these ads

4 opiniões sobre “Surto Psicótico (por Daniel Pinheiro)”

  1. Daniel,
    mais uma vez surpreendendo com seus textos que parecem estar lendo nossas mentes. Dia desses comentei com amigos, ve se pode a TV não tem amis nada para mostrar a não ser a garota da mini saia ? As pessoas cada vez mais se preocupam em falar da vida alheia, ou bisbilhotar…Veja só o sucesso da tal “fazenda” de uma rede de TV que mer…(desculpe o palvrão), mas é isso mesmo uma merda…
    Tem audiencia, senão, não fariam outra…
    enfim, ao invés das pessoas se preocuparem em quem vão votar no ano que vem, se preocupam em achacoalhar (acho que é essa a palavra) a vida dos outros.
    fui…
    grande abraço

  2. “Cercado por pessoas em pleno surto” hummmmmm tá bom. Você tem certeza que o médico operou somente o estômago? É isso pira total. A coisa está tão feia que o João de barro fechou a casinha e foi morar com a sogra.issi é pirar. A moça da saia vai estar no casseta. ÓTIMO texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s